fbpx

Por que devo matricular meu filho na pré escola?

Irene Maluf porIrene Maluf

Por que devo matricular meu filho na pré escola?

Seja por excesso de zelo, seja por desejo de adiar o momento de separação da criança, questões financeiras, ou por desconhecerem os valiosos subsídios que a pré escola pode trazer ao desenvolvimento físico, mental, social e
emocional infantil, a verdade é que ainda hoje há quem julgue que não há vantagem matricular o filho. Alguns acreditam que deixando o filho em casa nessa faixa etária, o estão protegendo de agressões e cuidando melhor de sua saúde física. Grande engano! A pré-escola não é mais um local para as crianças ficarem entretidas, brincando, mas é onde elas adquirem habilidades e conhecimentos fundamentais para toda a aprendizagem posterior e, de modo agradável, brincando e se socializando.

A pré-escola não é uma “invenção” dos dias atuais : os chamados “Jardins de Infância” começaram a funcionar no Brasil a partir do final do século XIX, com finalidade essencialmente pedagógica. A partir de 1920 as chamadas
salas pré-primárias passaram a funcionar junto às escolas primárias e gradualmente foram crescendo, se desenvolvendo até chegarem a ser como hoje as conhecemos.Cada vez mais, os professores que se dedicam ao ensino pré escolar, são profissionais graduados e especialistas na maioria das vezes em educação infantil.

Ao falarmos de pré-escola, devemos lembrar daquilo que seu próprio nome aponta: “a porta de entrada da escola”. Ou seja, é por ela que todas as crianças devem passar antes de freqüentarem o primeiro ano, onde vão ser
alfabetizadas. Nela, as crianças vão iniciar sua entrada no mundo social, vão fazer amigos entre seus iguais, que terão de aprender a respeitar em suas diferenças pessoais..Com isso sua individualidade vai ser formada, e o sentimento de separação da mãe vai ser superado: ela vai amadurecer e se tornar mais forte, capaz de lidar com o novo de modo construtivo para seu crescimento. Lidará com adultos aos quais deverá obedecer, reconhecer autoridade e trará para sua casa todas as novidades que aprendeu no dia a dia ,com o orgulho de um conquistador.

A pré-escola marca a entrada da criança nos primeiros rituais: a passagem do tempo, do bimestre, do semestre do ano…e de ano! Isso é extremamente importante para o ser humano, pois assim aprende o sentido do
recomeçar, que o acompanhará por toda a vida.Além disso, as crianças adquirem e desenvolvem habilidades e aprendizagens,de modo formalizado, rotineiro, de maneira que desenvolvem gradativamente hábitos de estudo e autonomia pessoal.

Os pais têm enorme influência na vida dos filhos pequenos e no sucesso com que estes se inserem na vida escolar. Por isso, também devem estar bem preparados para o momento de entrada da criança na pré-escola.Conversar com os profissionais de diversas instituições, ver como estas funcionam, o que oferecem, como cuidam do bem estar e da segurança de seus alunos e como é realizado o trabalho pedagógico propriamente dito, trará maior segurança na hora da escolha definitiva da pré-escola e serenidade na ocasião de dar apoio ao filho que vai pela primeira vez ficar longe de sua casa.

Sobre o Autor

Irene Maluf

Irene Maluf editor

Pedagoga; Especialista em Educação Especial; Psicopedagogia e Neuroaprendizagem. Foi presidente nacional da Associação Brasileira de Psicopedagogia -ABPp (triênio 2005/07) e Editora da Revista Psicopedagogia (2003 a 2016); Atualmente é membro do Conselho Vitalício e da Diretoria Executiva da ABPp além de participar do Conselho Executivo da Revista Psicopedagogia.Organizadora, co-organizadora e co-autora em diversas publicações no Brasil e Exterior e autora de artigos na área da Psicopedagogia e Neuroaprendizagem em livros e revistas nacionais e internacionais.Palestrante em cursos e congressos no Brasil e no exterior. Sócia-Honorária da Associação Portuguesa de Psicopedagogos (2003). Trabalha em consultório de psicopedag ogia desde 1976, com experiência na área de Educação Regular e Especial, ênfase em Psicopedagogia e Neuroaprendizagem. Participa de grupos multidisciplinares .Perita Judicial . Diretora do Núcleo de Aperfeiçoamento Profissional em Psicopedagogia e Neuroaprendizagem Irene Maluf. É Coordenadora Pedagógica dos cursos de pós graduação Lato Sensu do Instituto Saber Cultura/FTP- Núcleos Sul e Sudeste Brasileiro- em Neuroaprendizagem, Transtornos do Aprender, Psicomotricidade, Cognição e Psicopedagogia, desde 2009 e do Mestrado em Ciencias da Educação da FTP/Unades.

Comentários no Facebook